quarta-feira, 31 de maio de 2017

Prova de Biologia do Enem deve cobrar dos alunos temas de ecologia, evolução, fisiologia e genética

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) apresenta em suas questões assuntos do cotidiano. A prova de Biologia não fica fora dessa regra, e tem como temas mais cobrados ecologia, evolução, fisiologia e genética. Saber disso pode ajudar o candidato a melhorar seu desempenho na prova, pois é possível que ele se programe e estude os pontos fracos de cada quesito. Se você está concluindo o Ensino Médio e pensa em fazer o Exame, preste atenção nas dicas abaixo.
É de extrema importância que o candidato se atente na leitura dos enunciados, que preste máxima atenção nas perguntas, para que não caia em possíveis pegadinhas, e que leia todas as alternativas antes de responder (isso porque é possível que uma das alternativas dê dicas sobre qual deve ser assinalada como resposta correta). Além disso, é imprescindível que o aspirante treine bastante interpretação de gráficos e tabelas, indispensável para resolver boa parte das questões de Biologia. 
Entenda cada tópico da Biologia citado no início do texto
Dentro de ecologia, sempre são cobrados temas atuais, como desmatamento, poluição, sustentabilidade e aquecimento global. O vestibulando precisa ter conhecimento sobre teia e cadeia alimentar, fluxo de energia e biomas, além do ciclo da água, do nitrogênio e do carbono.
Nas questões sobre evolução, mantenha o foco nas teorias de Lamarck e Darwin, bem como nos mecanismos de formação das espécies. Busque rever os estudos de caso, como o clássico melanismo industrial, para que se possa observar a seleção natural agindo sobre as mariposas brancas e pretas na Revolução Industrial, por exemplo.
Quando o assunto for fisiologia, priorize o funcionamento do corpo, geralmente cobrado em questões que tratam do cotidiano. Se prepare estudando o funcionamento dos vírus e bactérias, atentando para as formas de prevenção e combate. As questões sobre parasitoses são clássicas, então não seja pego de surpresa.
Sobre genética não há o que fazer, é necessário ter domínio sobre a Primeira e Segunda Leis de Mendel, com facilidade na definição de genótipos e fenótipos e nos cálculos de probabilidade. Biotecnologia está diretamente relacionada à genética, mas os assuntos giram em torno do DNA recombinante, clonagem, terapia gênica e transgênicos.
  • Foto: A2img / Diogo Moreira
  • Foto: A2img / Alexandre Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário

Siga-nos no Google+

CURTA NOSSA PÁGINA !!!

Mais Lidas

Notícias para Professores

Notícias para Professores