quarta-feira, 19 de julho de 2017

Na noite mais fria do ano, moradores de rua são acordados com jatos d'água pela Prefeitura



Moradores de rua da região da Sé, em São Paulo, reclamam que funcionários que fazem a limpeza de praças e vias públicas jogam água em locais próximos de onde grupos de pessoas dormem. Apesar do frio, a reportagem da CBN identificou esta prática na manhã desta quarta-feira.
Eram 7h, e o termômetro da Praça da Sé marcava 12º, quando o caminhão da empresa terceirizada responsável pelo serviço começou a jogar jatos d'água nas calçadas, acordando quem dormia por lá. 
"Não dá nem tempo de levantar. Quando eles chegam, molham as coisas. Meu cobertor ficou encharcado. Sempre que isso acontece, a gente perde tudo", afirmou um morador de rua que não se identificou.

 "Houve nessa circunstância um descuido. Então isso serviu de alerta para que o [vice-prefeito e secretário] Bruno Covas pudesse informar a todos os prefeitos regionais para que tivessem mais cuidado nos serviços de limpeza", afirmou Doria ao Jornal FOLHA DE S. PAULO, em referência aos pertences de moradores de rua que foram molhados. O tucano negou, porém, que jatos de água tenham sido direcionados aos moradores.

0 comentários:

Postar um comentário

Siga-nos no Google+

CURTA NOSSA PÁGINA !!!

Mais Lidas

Notícias para Professores

Notícias para Professores