Pular para o conteúdo principal

Ainda é grande o número de professores sem diploma na educação infantil.


No Brasil, a sociedade tende a menosprezar o educador que trabalha na etapa inicial de ensino. Muitos ainda acreditam que é apenas "brincar" com crianças na escola.

A educação infantil vai muito além do “só brincar”. É uma fase essencial para o desenvolvimento. Exatamente por isso, o profissional que conduzirá a turma deve ter preparo suficiente para lidar com uma tarefa de tamanha responsabilidade.

Apesar disso, no Brasil, segundo dados do Censo Escolar, 35,6% dos professores que atuam em creches estudaram só até o ensino fundamental ou ensino médio. Dentre aqueles que concluíram cursos universitários, apenas 89 fizeram doutorado, com maior concentração na região Sudeste (56 docentes). No Nordeste, apenas 6 alcançaram esse nível acadêmico.

Nos demais anos da educação infantil, a porcentagem é semelhante: 33% dos professores não têm curso superior. Do total de 313.669 docentes dessa etapa de ensino, apenas 132 têm doutorado – estando mais de metade deles (54%) no Sudeste.


Para o Aldeir Rocha, gestor de serviços educacionais da Edições SM, o professor que atua na educação infantil e que não recebeu formação adequada não terá, em geral, as ferramentas necessárias para desenvolver os objetivos da escola nessa etapa de ensino. “As aulas ficam restritas à espontaneidade. Precisamos de pessoas capacitadas para que as crianças se desenvolvam da forma adequada”, diz.

Ele cita alguns desafios que os professores enfrentam na educação infantil – e que requerem a formação em pedagogia:

1- Saber colocar intencionalidade educativa nas brincadeiras e no convívio entre todos, para que mais habilidades sejam desenvolvidas;
2 - Conhecer os objetivos da etapa de ensino e conseguir organizar o processo escolar para dar conta de todos esses eixos. O professor lembra que, pela primeira vez, com a Base Nacional Comum Curricular, teremos um documento que especifique, em detalhes, as metas da educação infantil;
3- Conseguir elaborar atividades adequadas à idade de cada criança e aos objetivos de aprendizagem a serem atingidos;
4 - Fazer uma observação sistemática de cada criança, para monitorar o desenvolvimento dela;
5 - Registrar a trajetória de cada aluno e refletir sobre os efeitos das práticas de ensino;
6 - Saber rever o próprio trabalho e, quando necessário, mudar a estratégia pedagógica.

Somente em 2009, com a aprovação da Emenda Constitucional nº 59, é que a Lei de Diretrizes e Bases da Educação passou a tornar obrigatória a matrícula de crianças de 4 a 5 anos. As mudanças começaram a ser sentidas na prática em 2016, prazo final para que os estados e municípios se adaptassem à nova norma.

A conselheira vitalícia da Associação Brasileira de Psicopedagogia, Irene Maluf, afirma que as políticas públicas devem se preocupar com a formação de quem irá recebê-las.

“Se houvesse esse cuidado, teríamos alunos mais preparados futuramente. O investimento na primeira infância é saúde mental, saúde social. É garantir geração capaz e autônoma, que pode levar o país para frente”, afirma.

“Em alguns países europeus, o professor de pré-escola precisa ter graduação e experiência por muitos anos antes de assumir uma turma. Na Alemanha e na Finlândia, todos têm uma fundamentação teórica enorme na pedagogia para poder começar a trabalhar com as crianças. Isso porque o que é feito na infância não dá para remendar depois, nem substituir”, diz Irene.


Comentários

MAIS VISTAS

Aberto Concurso Público no RJ com mais de 600 vagas para Professores

A Secretaria Municipal de Educação de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, lançou o novo edital para as carreiras de professor do município (concurso SME Volta Redonda). São 606 vagas imediatas para docentes. A prova é de responsabilidade da Fundação Educacional de Volta Redonda (FEVRE). 


As vagas são para Docente II nas áreas de Educação Infantil, Ensino Fundamental do 1º ao 5º ano e anos iniciais da EJA (369) e Professor Intérprete de Libras - ouvinte (15) e para Docente I nas áreas de Artes (6), Ciências (13), Educação Física (63), Geografia (16), História (10), Língua Inglesa (59), Língua Portuguesa (26) e Matemática (29).
Os interessados em participar do concurso poderão se inscrever pela internet, no endereço eletrônico www.voltaredonda.rj.gov.br/concursopublico, a partir das 12h do dia 11 de novembro até as 12h do dia 25 de novembro de 2019. 

As provas objetivas serão aplicadas na data prevista de 22 de dezembro de 2019, em local e horário a ser informado no comprovante da inscrição.…

Inscrições abertas para processo seletivo com 16 mil vagas gratuitas

Até 14 de novembro, estão abertas as inscrições do processo seletivo para 16 mil vagas em turmas de licenciatura e de bacharelado ofertados pela Universidade dos Centros Educacionais Unificados (UniCEU). Esse é o maior processo seletivo em extensão territorial e número de vagas gratuitas.

Os cursos são gratuitos e começam no 1º semestre de 2020 e as aulas presenciais acontecem nos polos distribuídos em São Paulo.

Não há limite de idade e o custo da inscrição é de R$ 45,00. Para participar, basta ter concluído o ensino médio ou estar cursando, com a conclusão até o período da matrícula.

Serão oferecidos seis cursos, com duas áreas básicas de ingresso, via vestibular.

LICENCIATURA - Letras | Matemática | Pedagogia

BACHARELADO - Tecnologia da Informação | Ciência de Dados | Engenharia de Computação.

Para todos os polos há 70 vagas disponíveis e distribuídas entre as licenciaturas e bacharelados. 



As inscrições estarão abertas até o dia 14 de novembro, às 15h, e devem ser feitas pelo site http:/…

Estado de SP abre inscrições para 87 mil vagas em cursos gratuitos

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs). A inscrição pode ser feita apenas pela internet e o prazo final de inscrição é no dia 12 de novembro.

Chamado de Vestibulinho, o vestibular da Etec oferece 86.939 vagas, distribuídas entre os Ensinos Médio, Técnico, Integrado e Especialização Técnica. 

Além das 48.883 vagas para os cursos técnicos modulares, oferecidos das modalidades presencial, semipresencial e online, o candidato poderá escolher entre diversas opções do Ensino Integrado, que totalizam a oferta de 34.141 vagas. Veja a Lista Completa de Cursos AQUI

O Vestibulinho desse ano traz como novidade o curso inédito de Gestão de Projeto a distância, na modalidade online, com 300 vagas. “É fundamental ampliarmos a oportunidade do jovem no mundo do trabalho. Esse projeto também representa o protagonismo de São Paulo na implementação do novo modelo do Ensino Médio no país”, explica Laura Laganá, diretora-superintendente do Centro Paula Souz…

Aberto Processo Seletivo de Fiscais para atuarem nas escolas de São Paulo.

A Fundação VUNESP  anunciou o edital de abertura de inscrições para Fiscal do SARESP 2019. As vagas serão distribuídas por todo o Estado de São Paulo.

O trabalho do fiscal é basicamente acompanhar a distribuição das provas e conduzir a realização dos procedimentos básicos do exame para atuarem nas escolas estaduais, municipais, técnicas e particulares do Estado.

O valor oferecido é de R$ 50,00 por período trabalhado. O limite de serviço é de seis períodos durante os dois dias, ou seja, o valor poderá chegar a R$ 300,00. O pagamento da ajuda de custo/transporte será creditado em conta corrente no 5º dia útil de dezembro de 2019.

Requisitos
 Escolaridade em nível de graduação, em qualquer área de formação, ou estar
cursando o último ano da faculdade.
 Não possuir vínculo de trabalho, de qualquer natureza, com as redes de ensino
do Estado de São Paulo.
 Dispor de endereço eletrônico para fins de comunicação com as equipes de
coordenação e acesso a computador com conexão à Internet.
 Possuir co…