Governo anuncia Comitê de Retorno às Aulas no Paraná


A Secretaria de Estado da Educação (Seed) anunciou a criação do Comitê de Planejamento de Retorno às Aulas pós-Pandemia. A intenção é discutir, entre todos os envolvidos, um plano único e robusto de retorno das aulas presenciais em todo Paraná. É deste Comitê que sairá a data definitiva de retomada das atividades presenciais.

O comitê terá dois grandes objetivos. O primeiro deles é estabelecer um plano robusto e unificado de retorno das aulas presenciais em todo o Paraná. O segundo objetivo é que o Comitê seja o canal oficial e confiável de informações sobre este retorno.

Farão parte do comitê representantes de todos os setores envolvidos na Educação do Paraná e representantes da Secretaria da Saúde do Paraná.

“Queremos trazer segurança para as famílias paranaenses e isso se faz com planejamento sério e informação”, destacou. “Este é o momento crítico da doença. Estamos acompanhando de perto o trabalho feito pela Secretaria da Saúde e só voltaremos quando pudermos garantir a segurança de todos, dos alunos, dos pais e mães e também dos professores e servidores da Educação”, completou.

A Secretaria de Educação já estuda diversos cenários para o retorno. A discussão foi levada inclusive ao Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed) onde está sendo tratada a nível nacional.

Os principais cenários envolvem turmas menores, com distanciamento entre os estudantes. Neste cenário seria necessário mais espaço físico e um maior número de professores.

Um segundo modelo estudado é o de um retorno “hibrido”, onde as turmas revezariam as aulas presenciais e não presenciais. “Metade teria aula na escola, enquanto a outra metade acompanharia de casa, revezando dia sim, dia não”, explica o diretor-geral.

Há ainda preocupações com os protocolos que serão adotados na alimentação e no transporte, dois momentos de grande aglomeração entre os alunos.

“É uma discussão extremamente complexa, por isso o Comitê com todos os envolvidos será essencial. Trabalharemos com antecedência de forma a garantir que, quando for a hora, teremos plena certeza que todos estarão protegidos”, finalizou Dias.

Comentários