Pular para o conteúdo principal

A desvalorização salarial do professor na educação infantil



No Brasil, os professores além de enfrentar salas de aulas cheias e falta de condições adequadas de trabalho, ganham mal. Menos da metade da média salarial paga aos professores de 46 países. Mas na educação infantil esse cenário é ainda pior, pois há uma percepção errada na sociedade de que o trabalho dos professores na educação infantil é mão-de-obra pouco qualificada que não exige educação séria ou remuneração compatível com outros profissionais de curso superior.

A maioria dos municípios não paga o piso salarial aos professores, diz o Ministério da Educação. E esse levantamento foi feito pelo MEC com base nas informações declaradas pelos próprios municípios. Prefeituras e instituições particulares abrem processos seletivos para contratar professores com nível superior, geralmente pedagogos, mas para pagar remunerações vergonhosamente baixas.

 As pessoas tendem a pensar nisso como um trabalho não qualificado, quando, de fato, o trabalho de educar crianças é tão complexo quanto trabalhar com adultos no ensino superior. O salário baixo, significa que alguns professores estão sob estresse, o que pode tornar mais difícil a realização de um trabalho eficiente, pois ninguém trabalhando com crianças pequenas deveria se preocupar com a alimentação de suas próprias famílias.

Isso é um problema muito sério por que nas últimas décadas, os avanços na ciência do cérebro tem deixado claro que a aprendizagem que ocorre nos primeiros anos da vida de uma criança constitui a base para uma de uma vida escolar bem sucedida e uma vida adulta produtiva. Quando isso não ocorre, os danos para sociedade e o futuro da economia do país são incalculáveis.

A outra questão é o gênero, pois a grande maioria desses profissionais são mulheres. Ainda confundimos o trabalho desses educadores com o trabalho das mães. E isso pode ser mais fator que gera desvalorização do salário, visto que muitas pesquisas, como a da Síntese de Indicadores Sociais do IBGE, mostram que as mulheres ganham muito menos do que os homens. E ainda segundo o IBGE a jornada de trabalho total é maior, de 55,1 horas por semana, considerando os afazeres domésticos. Para os homens, a jornada média total é de 50,5 horas semanais.

Com tantos desafios e pouco incentivo, muitos pedagogos tem desistido de dar aulas. Quem continua na profissão, cobra a valorização do professor. “Olhar o potencial que o professor tem. É ele que contribui para a educação que vai mudar com a sociedade, que vai tornar essa sociedade cada vez melhor”, destaca Andrea Luize, coordenadora de curso de pedagogia.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Instituto Federal abre concurso para níveis Médio e Superior. Salários de R$ 2.446,96 a R$ 9.600,92

O Instituto Federal Baiano (IFBA) faz saber aos interessados a abertura de novo edital de concurso público para o preenchimento de vagas em cargos de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico e Técnico-Administrativos em Educação. As oportunidades são para candidatos de ensino médio, médio/técnico e superior.

As oportunidades do Primeiro edital são para as áreas de: Pedagogia, Letras/ Libras; Matemática; Arte; Biologia; Filosofia; Física; Geografia; Química; Administração; Agrimensura; Agroindústria; Agronomia; Informática; Ed. Física; Nutrição; Sociologia e Zootecnia. A carga horária a ser cumprida é de 40 horas semanais e o salário base ofertado varia de R$ 4.463,93 a R$ 9.600,92, já acrescido de Retribuição por Titulação, mais R$ 458,00 de auxílio-alimentação, além de outros benefícios.

O segundo edital tem vagas para Assistente em Administração, Contador, Jornalista, Odontólogo, Pedagogo, Técnico em Assuntos Educacionais, Administrador, Técnico de Laboratório/Biologia, Téc…

Prefeitura de Goiânia abre Processo Seletivo com mais de 460 vagas para todos os níveis de escolaridade.

A Prefeitura de Goiânia, Estado de Goiás anuncia as inscrições do Processo Seletivo com 468 vagas de nível fundamental, médio e superior, para atuação na Secretaria Municipal de Educação e Esporte.

São vagas para Auxiliar de Atividades Educativas (70); Assistente Administrativo Educacional (20); Agente de Apoio Educacional (70); e PE - II nas áreas de Matemática (25), Música/ Instrumento Musical - Trompete (2), Música/ Instrumento Musical - Trombone (2), Música/ Instrumento Musical - Percussão (2), Arte - Música/ Educação Musical (2), Arte- Teatro/ Artes Cênicas (2), Arte - Dança (2), Português (25), História (20), Geografia (20), Ciências (20), Pedagogia (80), Inglês (25), Educação Física (50), Arte- Artes Visuais (10), Interprete de Libras (20) e Professor de Libras (1).

Acesse o Edital AQUI

Os contratados cumprirão carga horária de 30h semanais, exceto o cargo de PE - II que vai de 30 a 60 horas-aula semanais. A remuneração varia de R$ 961,72 a R$ 2.298,47.

As inscrições devem ser r…

Prefeitura de São Paulo abre cadastramento para Professores temporários.

A prefeitura de São de Paulo por intermédio da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (SMC) divulgou as datas para Cadastramento para contratação temporária de de professores de educação infantil e ensino fundamental I.

A informação foi publicada no Diário Oficial da Cidade do dia 22 de setembro de 2018. Para que o cadastramento seja efetivado é necessário apresentar o diploma referente a disciplina de cadastro.

Acesse o Edital AQUI

As inscrições estarão abertas no período de 26 a 28/09/2018. E deverão ser feitas pessoalmente pelo interessado ou por procurador devidamente habilitado, mediante o preenchimento do formulário padronizado: “Ficha de Cadastro de Candidato à Eventual Contratação”, no período acima especificado e no horário das 9 às 16 horas. Clique Aqui para ver os endereços das Diretorias de ensino da Prefeitura de São Paulo.

O candidatos podem se inscrever nas:
EMEIs – Escolas Municipais de Educação Infantil
CEMEIs – Centros Municipais de Educação Infantil
EMEFs – Es…

CURTA NOSSA PÁGINA !!!