Pular para o conteúdo principal

Agressões físicas, verbais e até ameaças tem aumentado o número de professores afastados



O número de professores afastados por transtornos mentais ou comportamentais nas escolas estaduais de São Paulo quase dobrou em 2016 em relação a 2015: foi de 25.849 para 50.046. Segundo dados obtidos por meio da lei de acesso à informação, até setembro de 2017, 27.082 professores se afastaram. O número de 50 mil afastados em 2016 representa 37% do total das licenças médicas pelas mais diversas causas.

Agressões físicas, verbais e até ameaças atingem professores em todo o estado de São Paulo. Um programa da Secretaria Estadual da Educação de São Paulo treinou profissionais para mediar os conflitos na rede pública do estado. “Aqui na secretaria nós não entendemos q a repressão é o melhor caminho. Os problemas que acontecem dentro da escola merecem um tratamento pedagógico, afirma o chefe de gabinete da Secretaria, Wilson Levy.

Uma professora de inglês do Ensino Médio foi agredida por um aluno após pedir para que ele fizesse as atividades pedidas. Ele ficou bravo e reagiu. O prontuário dele era de mais de 100 páginas, relatando as agressões. “Quando eu voltei à escola, eu tive diversos picos de abrir o meu armário e começar a tremer inteira, a chorar, eu sem condições de entrar em aula, de ter que ir embora. Foi quando, na verdade, eu tive que pedir ajuda psiquiátrica”, conta Andrea Sá.

A professora acredita que muitas vezes o comportamento dos alunos nas escolas é reflexo de uma falta de estrutura em casa. “Nós vivemos uma situação em que os alunos hoje estão muito largados, sem a família.” Professores também relatam que a relação dos pais com a escola mudou. “Vai falar para um pai que o filho dele dá problema. Você tem até medo”, afirma Luciana Gomes Lourenço Teodoro, professora de história e sociologia do ensino infantil e fundamental.

Luciana abandonou a carreira de advogada para lecionar, mas após uma agressão física e ameaça de morte, ela pediu exoneração e trabalha com ensino fundamental. “Você entra numa sala de aula e fica em pânico, se vai acontecer alguma coisa. O professor só quer ser amado, reconhecido.”

Priscila Cruz, presidente-executiva da ONG Todos pela Educação, explica que o docente precisa de estrutura no trabalho. “Ele é um profissional que está ali, se desgastando emocionalmente por falta de instrumento, da sua formação, e por falta de condições de trabalho.”

Para Wilson Levy, a educação “é um desafio da sociedade”. “A origem do conflito está aí, está em tecidos sociais, em relações sociais fragilizadas, que repercutem na forma de conflitos dentro das escolas.”
Fonte: g1.globo.com/sp


Comentários

MAIS VISTAS

Aberto Concurso Público no RJ com mais de 600 vagas para Professores

A Secretaria Municipal de Educação de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, lançou o novo edital para as carreiras de professor do município (concurso SME Volta Redonda). São 606 vagas imediatas para docentes. A prova é de responsabilidade da Fundação Educacional de Volta Redonda (FEVRE). 


As vagas são para Docente II nas áreas de Educação Infantil, Ensino Fundamental do 1º ao 5º ano e anos iniciais da EJA (369) e Professor Intérprete de Libras - ouvinte (15) e para Docente I nas áreas de Artes (6), Ciências (13), Educação Física (63), Geografia (16), História (10), Língua Inglesa (59), Língua Portuguesa (26) e Matemática (29).
Os interessados em participar do concurso poderão se inscrever pela internet, no endereço eletrônico www.voltaredonda.rj.gov.br/concursopublico, a partir das 12h do dia 11 de novembro até as 12h do dia 25 de novembro de 2019. 

As provas objetivas serão aplicadas na data prevista de 22 de dezembro de 2019, em local e horário a ser informado no comprovante da inscrição.…

Aberto Processo Seletivo para Professores em SP

Saiu no Diário Oficial da Cidade de São Paulo a autorização para o cadastramento de professores de Educação Infantil e Ensino Fundamental I para contratação temporária na Rede Municipal de ensino pela  Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura de São Paulo.
O processo seletivo dos candidatos será realizado pela Diretoria Regional de Educação, receptora da inscrição, observada a necessidade de professor para regência, e a ordem de classificação, dos candidatos inscritos.

Os interessados devem se inscrever entre os dias 03 e 13/12/2019 nas escolas da prefeitura. E poderá ser feita apenas uma inscrição por Diretoria Regional de Ensino. Clique Aqui para ver os endereçosdas Diretorias de ensino da Prefeitura de São Paulo.
Segue abaixo o edital na íntegra:
CADASTRAMENTO DE INTERESSADOS A EVENTUAL CONTRATAÇÃO PARA A FUNÇÃO DE PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL I
O Secretário Municipal de Educação, no uso de suas atribuições legais, e considerando o disposto no artigo 2º, VI…

Aberto Concurso Público com 900 vagas (Nível Médio). Salário de R$ 1.950,00

A Marinha do Brasil divulgou o novo Concurso Público destinado ao preenchimento de 900 vagas para a realização de curso nas Escolas de Aprendizes-Marinheiros e da Carreira Militar - CPAEAM/2020.

Ao profissional que for efetivado terá a bolsa-auxílio referente a graduação, sendo um valor total bruto de R$ 1.179,72, sendo este valor correspondente a R$ 1.044,00 de soldo militar e R$ 135,72 ao adicional militar.

Quando concluir o curso, o profissional será promovido à graduação de Marinheiro no qual passará a receber a remuneração total no valor de R$ 1.950,00.

Há alguns requisitos a serem preenchidos, sendo alguns deles:

A altura mínima é de 1,54m e a máxima é de 2,00m;
Ter 18 anos completos e menos de 22 anos de idade no primeiro dia do mês de janeiro de 2021;
Ser brasileiro nato ou naturalizado, do sexo masculino;
Não ser casado ou não ter constituído união estável;
Ter concluído ou estar em fase de conclusão do 3º ano do Ensino Médio;

As inscrições devem ser realizadas durante o 20 de janeiro…

Inscrições abertas para Professores de Ensino Fundamental II e Ensino Médio

Saiu no Diário Oficial da Cidade de São Paulo a autorização para o cadastramento de Professor de Ensino Fundamental II e Médio. para contratação temporária na Rede Municipal de ensino pela  Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura de São Paulo.

O processo seletivo dos candidatos será realizado pela Diretoria Regional de Educação, receptora da inscrição, observada a necessidade de professor para regência, e a ordem de classificação, dos candidatos inscritos.

Os interessados devem se inscrever até o dia 13/12/2019 nas escolas da prefeitura. E poderá ser feita apenas uma inscrição por Diretoria Regional de Ensino. Clique Aqui para ver os endereços das Diretorias de ensino da Prefeitura de São Paulo. Clique Aqui para ver os endereçosdas Diretorias de ensino da Prefeitura de São Paulo.


Clique AquiPara ver o Edital de cadastramento dos professores de Educação Infantil e Ensino Fundamental I

Segue abaixo o edital na íntegra:

ADASTRAMENTO DE INTERESSADOS A EVENTUAL
CONTRATAÇÃO PARA A FUNÇÃO…