Pular para o conteúdo principal

Agressões físicas, verbais e até ameaças tem aumentado o número de professores afastados



O número de professores afastados por transtornos mentais ou comportamentais nas escolas estaduais de São Paulo quase dobrou em 2016 em relação a 2015: foi de 25.849 para 50.046. Segundo dados obtidos por meio da lei de acesso à informação, até setembro de 2017, 27.082 professores se afastaram. O número de 50 mil afastados em 2016 representa 37% do total das licenças médicas pelas mais diversas causas.

Agressões físicas, verbais e até ameaças atingem professores em todo o estado de São Paulo. Um programa da Secretaria Estadual da Educação de São Paulo treinou profissionais para mediar os conflitos na rede pública do estado. “Aqui na secretaria nós não entendemos q a repressão é o melhor caminho. Os problemas que acontecem dentro da escola merecem um tratamento pedagógico, afirma o chefe de gabinete da Secretaria, Wilson Levy.

Uma professora de inglês do Ensino Médio foi agredida por um aluno após pedir para que ele fizesse as atividades pedidas. Ele ficou bravo e reagiu. O prontuário dele era de mais de 100 páginas, relatando as agressões. “Quando eu voltei à escola, eu tive diversos picos de abrir o meu armário e começar a tremer inteira, a chorar, eu sem condições de entrar em aula, de ter que ir embora. Foi quando, na verdade, eu tive que pedir ajuda psiquiátrica”, conta Andrea Sá.

A professora acredita que muitas vezes o comportamento dos alunos nas escolas é reflexo de uma falta de estrutura em casa. “Nós vivemos uma situação em que os alunos hoje estão muito largados, sem a família.” Professores também relatam que a relação dos pais com a escola mudou. “Vai falar para um pai que o filho dele dá problema. Você tem até medo”, afirma Luciana Gomes Lourenço Teodoro, professora de história e sociologia do ensino infantil e fundamental.

Luciana abandonou a carreira de advogada para lecionar, mas após uma agressão física e ameaça de morte, ela pediu exoneração e trabalha com ensino fundamental. “Você entra numa sala de aula e fica em pânico, se vai acontecer alguma coisa. O professor só quer ser amado, reconhecido.”

Priscila Cruz, presidente-executiva da ONG Todos pela Educação, explica que o docente precisa de estrutura no trabalho. “Ele é um profissional que está ali, se desgastando emocionalmente por falta de instrumento, da sua formação, e por falta de condições de trabalho.”

Para Wilson Levy, a educação “é um desafio da sociedade”. “A origem do conflito está aí, está em tecidos sociais, em relações sociais fragilizadas, que repercutem na forma de conflitos dentro das escolas.”
Fonte: g1.globo.com/sp


Comentários

MAIS VISTAS

Inscrições abertas para processo seletivo com 16 mil vagas gratuitas

Até 14 de novembro, estão abertas as inscrições do processo seletivo para 16 mil vagas em turmas de licenciatura e de bacharelado ofertados pela Universidade dos Centros Educacionais Unificados (UniCEU). Esse é o maior processo seletivo em extensão territorial e número de vagas gratuitas.

Os cursos são gratuitos e começam no 1º semestre de 2020 e as aulas presenciais acontecem nos polos distribuídos em São Paulo.

Não há limite de idade e o custo da inscrição é de R$ 45,00. Para participar, basta ter concluído o ensino médio ou estar cursando, com a conclusão até o período da matrícula.

Serão oferecidos seis cursos, com duas áreas básicas de ingresso, via vestibular.

LICENCIATURA - Letras | Matemática | Pedagogia

BACHARELADO - Tecnologia da Informação | Ciência de Dados | Engenharia de Computação.

Para todos os polos há 70 vagas disponíveis e distribuídas entre as licenciaturas e bacharelados. 



As inscrições estarão abertas até o dia 14 de novembro, às 15h, e devem ser feitas pelo site http:/…

Sesi abre Processo Seletivo para Pedagogo. Salário de R$ 4.668,00

Estão abertas as inscrições do Processo Seletivo nº 34079, da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG).

O valor da remuneração é de R$ 4.668,00, para jornada semanal de 40 horas. 

Requisito: formação superior completa em Pedagogia, sendo desejável pós-graduação na área da Educação Básica.

O cadastro do currículo pode ser feito até o dia 14 de outubro de 2019, pelo site: pessoas.fiemg.com.br.

Serão realizadas as seguintes etapas para classificação: Análise curricular, Prova teórica e redação, Avaliação de perfil, Dinâmica e Entrevista com o RH, Técnica e/ou Coletiva.

Atenção, pois esta oportunidade pode ser alterada a qualquer momento sem aviso prévio!.

Fonte:pessoas.fiemg.com.br

Seleção aberta para Professor de Ensino Fundamental. Salário de R$ 5000,00

Escola em São paulo tem Processo Seletivo aberto para Professor de Ensino Fundamental  ( 3º e 4º anos).

SOBRE A VAGA:
- Escola na Zona Sul de São Paulo
- Período integral 
- Salário: Em torno de 5 mil + benefícios ( VT, Assistência médica básica, assistência odontológica (opcional), seguro de vida, cesta básica.
- Início em 2020

NECESSÁRIO:
- Formação completa em Pedagogia com especialização ou pós em educação
- Experiência com alunos de inclusão
- Experiência mínima de 4 anos com o EF1/ 3º e 4º anos
InteressadosCLIQUE AQUI

Governo lança edital de seleção com mais de 3900 vagas para Professores.

O Ministério da Educação (MEC) lançou um novo edital para a seleção de 3920 vagas para professores. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, participou do lançamento, que começou com 45 minutos de atraso. Para ele, as contratações melhorarão o desempenho dos estudantes. 

As vagas são oferecidas pelo programa Ciência é 10, cujo edital será lançado no dia 30 de setembro, pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

As vagas são voltadas, prioritariamente, a professores da educação básica, que vai desde a educação infantil ao ensino médio.

Para participar, os professores precisam atuar em sala de aula, lecionando ciências da natureza – química, física e biologia e áreas afins. O professor não precisa necessariamente ser formado nessas áreas. 


A seleção será feita por meio de prova e análise de currículo.

As inscrições para o processo seletivo começam na próxima segunda-feira (30/09/2019).

O programa Ciência é 10 foi lançado em abril deste ano pelo Ministério da E…