Pular para o conteúdo principal

Professora em SP pede que mãe alise ou prenda o cabelo da filha para melhorar a relação com os colegas de sala

Professora pediu que a mãe de Gabriela mudasse seu cabelo
Foto: Twitter/Reprodução


Uma professora da Escola Municipal de Educação Infantil sugeriu "dar um jeito" no cabelo de uma aluna de 4 anos porque as crianças não estavam se adaptando tipo de cabelo dela.

A aluna reclamava com a mãe, Janaína de Oliveira Martins, que ninguém na escola brincava com ela. Preocupada com a filha foi à escola conversar com a professora.

Na escola, Janaína conta que, a professora perguntou se “tinha como eu dar um jeito no cabelo da minha filha”. Nas palavras da educadora, “as crianças não estavam se adaptando a ela e estão xingando ela na sala de aula”.


“Ela gosta de usar o cabelo solto e como tem o couro cabeludo sensível, toda vez que prendo, machuca a cabeça dela”, encerrou. A mãe da criança confirmou ter procurado a direção da Escola Infantil Estrada Turística do Jaraguá, que declarou ter realizado reunião com a diretoria, professores e professoras.

A Secretaria Municipal de Educação se manifestou por meio de nota afirmando que  a DRE Pirituba (Diretoria Regional de Educação) lamenta o episódio ocorrido em 22 de agosto e informa que abriu procedimento disciplinar contra a professora envolvida.

Para a mãe, a professora deveria ter "ensinado as outras crianças que isso é errado", ao invés de sugerir uma mudança no cabelo da menina. "Eu falei que ia procurar a direção e ela disse que estava falando aquilo para o bem da Gabriela, disse que ela mesma tinha o cabelo ruim e precisava alisar. Mas eu não tenho como alisar o cabelo de uma criança de quatro anos", completou.




Comentários

  1. Lamentável uma educadora falar isso. O certo seria fazer rodas de conversas, expor as diferenças étnicas junto ao grupo e ensinar que cada um nasce especial e com suas características. Tudo se resolve com bons diálogos e explicações. Ninguém nasce preconceituoso, a sociedade que molda isso. As vezes o preconceito vem de casa, dos pais. Reuniões com os pais dessas crianças que criticam a coleguinha de classe também ajudaria. Pessoas unidas resolvem as coisas fáceis quando existe a união. Filmes e matérias relacionados a isso também. Mas, jamais tentar remediar a situação com esses conselhos. Isso só amenizaria a situação e neste mundo não só tem uma pessoa de "cabelos" natural. A vida fará essas crianças a se deparar todos os dias com negros, aí todo mundo terá que alisar o cabelo ou prender???

    ResponderExcluir
  2. Cabelo "ruim" então cabelo liso é sinônimo de bom cabelo? Isso é pejorativo taxar negativamente o cabelo de uma pessoa devido a sua textura.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MAIS VISTAS

Inscrições abertas para processo seletivo com 16 mil vagas gratuitas

Até 14 de novembro, estão abertas as inscrições do processo seletivo para 16 mil vagas em turmas de licenciatura e de bacharelado ofertados pela Universidade dos Centros Educacionais Unificados (UniCEU). Esse é o maior processo seletivo em extensão territorial e número de vagas gratuitas.

Os cursos são gratuitos e começam no 1º semestre de 2020 e as aulas presenciais acontecem nos polos distribuídos em São Paulo.

Não há limite de idade e o custo da inscrição é de R$ 45,00. Para participar, basta ter concluído o ensino médio ou estar cursando, com a conclusão até o período da matrícula.

Serão oferecidos seis cursos, com duas áreas básicas de ingresso, via vestibular.

LICENCIATURA - Letras | Matemática | Pedagogia

BACHARELADO - Tecnologia da Informação | Ciência de Dados | Engenharia de Computação.

Para todos os polos há 70 vagas disponíveis e distribuídas entre as licenciaturas e bacharelados. 



As inscrições estarão abertas até o dia 14 de novembro, às 15h, e devem ser feitas pelo site http:/…

Sesi abre Processo Seletivo para Pedagogo. Salário de R$ 4.668,00

Estão abertas as inscrições do Processo Seletivo nº 34079, da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG).

O valor da remuneração é de R$ 4.668,00, para jornada semanal de 40 horas. 

Requisito: formação superior completa em Pedagogia, sendo desejável pós-graduação na área da Educação Básica.

O cadastro do currículo pode ser feito até o dia 14 de outubro de 2019, pelo site: pessoas.fiemg.com.br.

Serão realizadas as seguintes etapas para classificação: Análise curricular, Prova teórica e redação, Avaliação de perfil, Dinâmica e Entrevista com o RH, Técnica e/ou Coletiva.

Atenção, pois esta oportunidade pode ser alterada a qualquer momento sem aviso prévio!.

Fonte:pessoas.fiemg.com.br

Governo do PR abre Processo Seletivo para Professores. Salário de R$ 37,36

ASecretaria da Educação e do Esporte - SEED, do estado do Paraná, anuncia Processo Seletivo, que contará com Análise de Títulos, destinado á admissão de profissionais que tenham Ensino Superior nas áreas exigidas.

Há oportunidades para os cargos de: 
Professor Pedagogo;
Professor da Educação Profissional;
e Tradutor e Interprete de Língua Brasileira de Sinais - TILS.

O valor da bolsa-auxílio ofertada será de acordo com a quantidade de hora/ relógio, sendo que cada 60 minutos equivale a R$ 37,36.

As inscrições serão realizadas a partir das 09h do dia 20 até às 17h do dia 23 de setembro de 2019, exclusivamente via internet, no endereço eletrônico www.pss.pr.gov.br.

Acesse o Edital AQUI

Este Processo Seletivo terá validade até 31 de dezembro de 2020.

CONCURSO PÚBLICO

A Secretaria de Estado de Educação do Paraná  - SEED PR, confirmou novo concurso para o órgão. Segundo o anunciado pelo Governador Carlos Massa Ratinho Júnior serão 1.000 vagas para professor.

O próximo concurso deverá ser lançado em b…

Seleção aberta para Professor de Ensino Fundamental. Salário de R$ 5000,00

Escola em São paulo tem Processo Seletivo aberto para Professor de Ensino Fundamental  ( 3º e 4º anos).

SOBRE A VAGA:
- Escola na Zona Sul de São Paulo
- Período integral 
- Salário: Em torno de 5 mil + benefícios ( VT, Assistência médica básica, assistência odontológica (opcional), seguro de vida, cesta básica.
- Início em 2020

NECESSÁRIO:
- Formação completa em Pedagogia com especialização ou pós em educação
- Experiência com alunos de inclusão
- Experiência mínima de 4 anos com o EF1/ 3º e 4º anos
InteressadosCLIQUE AQUI