Pular para o conteúdo principal

Ensino médio da Bahia fica em último lugar em avaliação do MEC



O ensino médio da Bahia ficou em último lugar, no país, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referente ao ano passado, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (3) pelo Ministério da Educação (MEC). Assista a reportagem completa com todos os dados no vídeo abaixo:
 
Bahia tem segundo pior resultado do país em avaliação do MEC

O Ideb é uma iniciativa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para mensurar o desempenho do sistema educacional brasileiro, a partir da combinação entre a proficiência obtida pelos estudantes em avaliações externas de larga escala (Saeb) e a taxa de aprovação - indicador que tem influência na eficiência do fluxo escolar.

De acordo com os dados, a Bahia ficou com 3,0 pontos no ensino médio - 1,3 abaixo da meta para o ano, que era de 4,3. Além disso, a nota foi um décimo menor que a do último levantamento, feito em 2015, quando o estado ficou com 3,1 pontos.

Os motivos apontados pelo estudo do MEC para a baixa na classificação foram abandono, atraso e notas baixas em avaliações, durante 2017.

Em contrapartida, no ensino fundamental inicial, que é do 1º ao 5º ano, a Bahia teve uma melhora em 2017. O estado saiu dos 4,7 pontos, registrados para 2015, para 5,1.

Já no ensino fundamental final, que é do 6º ao 9º ano, o índice foi o mesmo de 2015: 3,7 pontos.

Após a divulgação do resultado, governadores do nordeste, incluindo da Bahia, enviaram uma carta ao MEC, reclamando da metodologia do teste. Eles dizem que houve mudança e que, diferentemente dos outros anos, a nota do aluno que fez o exame foi replicada para o aluno que não fez.


"Nenhum sistema de educação trabalha para voltar para trás. Então, os resultados do Brasil inteiro apontam isso. Então, o que é que a gente pode dizer. Há algum equívoco na metodologia realizada pelo Inep, pelo Ministério da Educação, para fazer a divulgação dos resultados. Porque, não é justo que o esforço de todos os sistemas de educação seja jogado por terra, a partir de uma modificação de metodologia que o Inep provocou", disse Nildo Pitombo, subsecretário estadual de Educação.



SalvadorNo mesmo levantamento do MEC, Salvador apresentou avanço na média da educação municipal. A pontuação subiu de 4,7 (em 2015) para 5,3 (em 2017).

Segundo os dados, com a nota, a cidade ainda superou a meta do MEC para 2021, que era de 5,1 pontos. No ranking do país, a capital baiana subiu seis posições, saindo da 24ª para a 18ª posição.


"Nossa rede é um sistema pedagógico próprio, o que ajudou muito no avanço do Ideb. O trabalho de aceleração, ou seja, tratar aqueles alunos que estavam com atraso escolar de uma maneira especial. Entender que tudo isso só acontece investindo no professor. Tudo isso só aumenta a responsabilidade de olhar para frente e fazer ainda mais pela educação de Salvador", disse o prefeito ACM Neto
.

Comentários

MAIS VISTAS

Inscrições abertas para processo seletivo com 16 mil vagas gratuitas

Até 14 de novembro, estão abertas as inscrições do processo seletivo para 16 mil vagas em turmas de licenciatura e de bacharelado ofertados pela Universidade dos Centros Educacionais Unificados (UniCEU). Esse é o maior processo seletivo em extensão territorial e número de vagas gratuitas.

Os cursos são gratuitos e começam no 1º semestre de 2020 e as aulas presenciais acontecem nos polos distribuídos em São Paulo.

Não há limite de idade e o custo da inscrição é de R$ 45,00. Para participar, basta ter concluído o ensino médio ou estar cursando, com a conclusão até o período da matrícula.

Serão oferecidos seis cursos, com duas áreas básicas de ingresso, via vestibular.

LICENCIATURA - Letras | Matemática | Pedagogia

BACHARELADO - Tecnologia da Informação | Ciência de Dados | Engenharia de Computação.

Para todos os polos há 70 vagas disponíveis e distribuídas entre as licenciaturas e bacharelados. 



As inscrições estarão abertas até o dia 14 de novembro, às 15h, e devem ser feitas pelo site http:/…

Sesi abre Processo Seletivo para Pedagogo. Salário de R$ 4.668,00

Estão abertas as inscrições do Processo Seletivo nº 34079, da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG).

O valor da remuneração é de R$ 4.668,00, para jornada semanal de 40 horas. 

Requisito: formação superior completa em Pedagogia, sendo desejável pós-graduação na área da Educação Básica.

O cadastro do currículo pode ser feito até o dia 14 de outubro de 2019, pelo site: pessoas.fiemg.com.br.

Serão realizadas as seguintes etapas para classificação: Análise curricular, Prova teórica e redação, Avaliação de perfil, Dinâmica e Entrevista com o RH, Técnica e/ou Coletiva.

Atenção, pois esta oportunidade pode ser alterada a qualquer momento sem aviso prévio!.

Fonte:pessoas.fiemg.com.br

Seleção aberta para Professor de Ensino Fundamental. Salário de R$ 5000,00

Escola em São paulo tem Processo Seletivo aberto para Professor de Ensino Fundamental  ( 3º e 4º anos).

SOBRE A VAGA:
- Escola na Zona Sul de São Paulo
- Período integral 
- Salário: Em torno de 5 mil + benefícios ( VT, Assistência médica básica, assistência odontológica (opcional), seguro de vida, cesta básica.
- Início em 2020

NECESSÁRIO:
- Formação completa em Pedagogia com especialização ou pós em educação
- Experiência com alunos de inclusão
- Experiência mínima de 4 anos com o EF1/ 3º e 4º anos
InteressadosCLIQUE AQUI

Governo lança edital de seleção com mais de 3900 vagas para Professores.

O Ministério da Educação (MEC) lançou um novo edital para a seleção de 3920 vagas para professores. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, participou do lançamento, que começou com 45 minutos de atraso. Para ele, as contratações melhorarão o desempenho dos estudantes. 

As vagas são oferecidas pelo programa Ciência é 10, cujo edital será lançado no dia 30 de setembro, pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

As vagas são voltadas, prioritariamente, a professores da educação básica, que vai desde a educação infantil ao ensino médio.

Para participar, os professores precisam atuar em sala de aula, lecionando ciências da natureza – química, física e biologia e áreas afins. O professor não precisa necessariamente ser formado nessas áreas. 


A seleção será feita por meio de prova e análise de currículo.

As inscrições para o processo seletivo começam na próxima segunda-feira (30/09/2019).

O programa Ciência é 10 foi lançado em abril deste ano pelo Ministério da E…